11 abr 2017

Diga adeus aos ransomwares -mais uma vez

Business Notícias Projetos Especiais

Um soldado não ganha a guerra, especialmente no mundo do cibercrime, em que os perigos espreitam nas profundezas da darknet e, às vezes, emergem na superfície. Existem diversos cibercriminosos na Terra, mas não são tão organizados. Especialistas em cibersegurança também não são muito numerosos – porém podem se unir ao redor de um mesmo propósito para atingir resultados incríveis, capturar bandidos e ajudar as vítimas. Basicamente, foi assim que o projeto No More Ransom nasceu.
A iniciativa está sob desenvolvimento. E temos algumas notícias: nosso projeto ganhou novos aliados. Eles contribuíram com apoio e novas ferramentas de desbloqueio. O site também foi traduzido para diversas línguas.

Em julho de 2016, quatro cofundadores criaram o No More Ransom: Kaspersky Lab, Europol, Intel Security e a polícia holandesa. Unimos forças para criar uma plataforma que pudesse ajudar vítimas de ransomware – e para todos os internautas. Angariamos ferramentas úteis e manuais, e as disponibilizamos no site para mitigar os resultados de ataques de ransomware, bem como prevenir novos ataques.

Desde seu lançamento, dezenas de organizações de todo o mundo apoiaram a iniciativa. E essa rede de aliados só aumenta: as polícias da Austrália, Bélgica, Interpol, Israel, Coreia do Sul, Rússia e Ucrânia. Outros são a Acronis Interntional GmbH, Crowdstrike, Cyber Security Canada, DataGravity, Deloitte, ENISA, A Ciber Aliança Glibbal (CGA), Centro de Ciber Controle do Japão (JC3), KUERT Datenrettung Deutschland GmbH, KÜRT Data Recovery and Information Security Co., mnemonic AS, Neutrino srl, Portugal Telecom, Secura Group Limited, SentinelOne, and Verizon Enterprise Solutions. The CERT community — represented by AfricaCERT, BA-CSIRT (CSIRT do Governo da Cidade de Buenos Aires), Centro Nacional de Cibersegurança, Certego Incident Response Team, Cybersecurity Malaysia e the Japan Computer Emergency Response Team Coordination Center (JPCERTCC).

Alguns parceiros até trouxeram presentes: graças aos nossos novos associados AVAST, CERT Polska, e Eleven Paths (Unidade de Ciber Security da Telefonica) e alguns antigos Bitdefender, Check Point, e Emsisoft temos 15 novas ferramentas de desbloqueio no No More Ransom. Bom trabalho! Também é digno de nota que a Kaspersky Lab atualizou as já disponíveis no site para o Rannoh e o Rakhni, de forma que se tornaram ainda mais efetivas. No fim, a plataforma oferece 39 decriptors de graça.

Espera aí que as boas notícias não acabaram. Conhecimento é poder. Na era digital é um superpoder. Para que o máximo possível de usuários tenham acesso às ferramentas do No More Ransom, traduzimos o site para oito línguas: alemão, espanhol, esloveno, finlandês, hebraico, ucraniano, coreano e japonês. Agora, o projeto está disponível em 14 línguas. Novos idiomas serão disponibilizados em breve.

Todo dia encontramos milhares de amostras maliciosas que são relacionadas a ransomware. Eles incluem, porém não somente, arquivos executáveis, script downloaders e documentos com macros possivelmente nocivas. Para usuários comuns, arquivos maliciosos parecem legítimos, por isso muitas pessoas se tornam vítimas de ransomware em casa e no trabalho. Desde nosso último relatório, em dezembro, mais de 10 mil vítimas desbloquearam seus arquivos sem gastar um real, por meio de ferramentas do No More Ransom.

Você não precisa ser especialista em cibersegurança para combater ransomware; conte para seus amigos e família sobre o No More Ransom. Se as pessoas na sua vida negligenciam o básico sobre cibersegurança, você pode explicar o quanto está em risco: suas fotos pessoais, vídeos, arquivos de jogos, documentos do trabalho e dinheiro de verdade.

Se você mesmo não se sente completamente seguro quanto aos ransomwares, leia nossos artigos, visite o nomoreransom.org .